PROJETOS

Técnica Silvestre: #DançandoEmCasa 

Aulas de 23 de Fevereiro - 26 de Março

Transmissão: via Zoom

Resultado no ar!

Foi muito difícil fechar a lista de selecionades para o nosso curso Técnica Silvestre #dançandoemcasa. Foram mais de 450 inscrições e adoraríamos ter todes com a gente! Serão 190 participantes, divididos em duas turmas, que aprenderão a movimentar o corpo através do resgate da nossa ancestralidade. As aulas acontecem entre os dias 23 de fevereiro e 19 de março, no horário GMT-3 (Brasil).

⚠️ Os selecionades receberão um e-mail solicitando confirmação até o dia 22/02. 

Em caso de desistência ou falta de confirmação, temos uma lista de suplentes aguardando uma vaguinha! 👀 As vagas foram preenchidas seguindo critérios previamente definidos, com o objetivo de expandir e democratizar a nossa arte e cultura. Agradecemos o interesse e dedicação de todes. 

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

O Poder do Feminino nas Histórias e nas danças das YABÁS

Transmissão: via Youtube

O Poder do Feminino ancestral, transcende no tempo e se ressignifica na contemporaneidade. As histórias das Yabás, as Orixás femininas, trazem uma reflexão sobre as conexões das histórias com as questões contemporâneas nas vidas das mulheres baianas. O presente projeto tem como protagonistas quatro mulheres que propõe a realização de seis vídeos interativos, formato LIVE via youtube, com a contação das histórias, danças, cantos das Yabás e tradução em Libras, são elas Dona Cici, Vera Passos, Beatriz Gonzalez e Cintia Santos. Na percussão Nei Sacramento, Albano Pires e Luan Badaró.

-Descrição (2000 caracteres)

Buscando estabelecer conexões e diálogos entre a ancestralidade feminina das Yabás Nanã, Iemanjá, Oxum, Obá, Oyá e Ewá e as questões das vidas das mulheres baianas na contemporaneidade, o projeto propõe realizar seis vídeos artísticos interativos de contação de histórias, danças, cantos, Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e ritmos, em formato de LIVE via Youtube. A interatividade se realizará no final de cada apresentação, onde as quatro mulheres protagonistas farão a leitura de alguns comentários e responderão as perguntas realizadas. Os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no Youtube

 

As “Lives” serão transmitidas ao vivo, às 14 hs com a seguinte programação:

 

Janeiro

29/01 - Oyá- Os ventos, as tempestades e a sensualidade feminina.

30/01 - Obá- A correnteza dos rios e a vida doméstica das mulheres no fluxo cotidiano.

 

Fevereiro19/02- Ewá- O solo sagrado onde repousam os mortos.

20/02- Oxum- O amor e a fertilidade.

 

Abril - (dia da apresentação alterada decorrente à pandemia)

15/04 - Iemanjá- A senhora das grandes águas e o equilíbrio emocional.

17/04 - Nanã- A guardiã do saber ancestral. 

 

  • YouTube

Dançando na Terra 

Data: 2021

Transmissão: Via Zoom

Mais informações via email

Dançando na Terra é um projeto que tem como eixo" rodar o mundo". Parte do reconhecimento do corpo como um universo , onde o alimento vem dos ancestrais que cultivam cada lugar com abundância.
A partir disso o projeto promoverá para cada "CORPO UNIVERSO" o reconhecimento de si e do outro como parte sua também.